Não correr da sombra

"Era uma vez um homem que desgostava tanto de sua sombra e era tão infeliz com seus próprios passos que resolveu deixá-los para trás.

Disse a si mesmo - vou simplesmente fugir deles.

Então levantou-se e começou a correr. Mas toda vez que dava um passo, sua sombra o seguia sem esforço algum.

Voltou a dizer para si mesmo - preciso correr mais depressa. Então correu cada vez mais rápido, até cair morto.

Se tivesse simplesmente procurado a sombra de uma árvore, teria se livrado de sua sombra.

Mas ele não pensou nisso."

Hoje são poucos os que têm a idéia de simplesmente sentar à sombra de uma árvore. Muitos preferem correr de si mesmo, tal como o homem da história.

Mas quem corre de sua sombra corre para a morte. Nunca atinge a tranqüilidade.

Mas é essa a situação de muitas pessoas, que praticamente correm ao encontro da morte por puro medo de deparar com a própria sombra, de contemplar os lados menos agradáveis.


Autor Desconhecido 


Compartilhe essa metáfora:
© 2008 Instituto Vencer de Desenvolvimento Humano.
Todos os Direitos Reservados
Av. Mal. Floriano Peixoto 16, cj. 208 - Gonzaga - Santos/SP - (13) 3219-7766